Este blog faz mal à saúde. Se conhece alguém com influência ou com um martelo de orelhas, mande fechar este blog. Não se admite tamanho atentado à integridade intelectual dos cidadãos. E à integridade física dos llamas chilenos. Nem que José Carlos Malato faça tanta cura de emagrecimento e apareça todo nú em festas gay mais gordo ainda. E não se admite que não haja quem arranje uma cadeira mais larga para o João Gobern se sentar

Tuesday, December 30, 2008

Carlos Castro: se estiveres a ler isto, por favor não me faças mal


Serve o presente post para lançar o alarme junto da sociedade portuguesa: Carlos Castro ainda existe. Se procurarem no Google, não só descobrem que o guru do transformismo nacional tem uma «empresa» de produções para espectáculos de moda e agenciamento de «apresentadores de TV»*, como o terceiro resultado da pesquisa é este fantástico post publicado por uma pessoa extremamente parecida comigo que ainda por cima tem o mesmo nome que eu.
*«apresentador de TV» - o que é? Um empregado da Worten que se aproxima de nós e diz «bem-vindo, gostava de lhe apresentar esta TV de 44 polegadas...»?

É motivo para alarme, sim, porque a segunda linha da pesquisa refere-se a uma entrevista «pessoalíssima» que Carlos Castro deu quando ainda só tinha 64 anos, estava na flor da idade, e abordou tudo o que foi assunto relacionado com pan... com homossexualidade e outras práticas saudáveis.

E a primeira linha da pesquisa leva-nos, precisamente, ao website oficial da musa da sociedade portuguesa, onde se encontram aguarelas lindíssimas das viagens fantásticas a lugares do mundo absolutamente exóticos, locais de sonho para muitos, como Fort Lauderdale, a Disneyland ou o Carnaval da Madeira. Caramba... nem nos meus wildest dreams...

O nome de Carlos Castro tem feito mais por este humilde blog «Todo-Carnaval» do que pela vida do jet set português. Porque o cornista... perdão, cronista social que nunca chama os bois pelos nomes tem trazido aqui visitantes atrás de visitantes. Sinto lisonja, a sério que sinto. Desde o Cláudio Ramos que não havia uma figura tão repugnante a gerar acessos tão alegres e descomprometidos a um blog não-identificado dedicado à maledicência barata.

Por esse motivo, e porque este blog é suficientemente mau, aqui fica um singelo pingo de decência na forma da devida homenagem a uma figura de baixa estatura e alta moral: Carlos Castro, meu grande marialva, por ti, aqui me identifico.

Cordialmente,
Bob Dylan
0

5 comments:

Ivo said...

AHAHAHHAHAHAAHAH

Edmund said...

:)

Edmund said...

Hum... quer dizer, parece que já não existe.

ARTUR DUARTE said...

Adoro quando se diz o que se pensa mas sob a capa do anonimato. Pior que ser homossexual como era carlos castro é ser cobarde!!!!!

Anonymous said...

Não é não. Ser cobarde não faz doer o cu

Para o improvável caso de alguém querer saber as coisas parvas que por aqui se dizem...

Coisas que se dizem assim por aí...

Free Hit Counter
Office Max Coupons